Material de Apoio

 Sobre a Gramática
 Morfologia
 Sintaxe
 Fonologia
 Semântica
 Estilística
 Redação

Pratique

 Exercícios Resolvidos
 Provas de Vestibular
 Provas On-line

Ajuda

 Laifis de Português
 Área dos Professores
 Comunidade
 Fórum
 Dicas de Português
 Dúvidas Frequentes
 Qual é o Gênero?
 Conjugador de Verbos

Entretenimento

 Jogos
 Maltratando a Língua
 Fala Popular
 Expr. Redundantes
 Pérolas Gramaticais
 Qual é a Expressão?
 Trava-Línguas

Diversos

 Portuguesinho
 Português na História
 Português no Mundo
 Formação da Líng. Port.
 Curiosidades
 Estrangeirismos
 Neologismos e Gírias
 Abreviaturas e Siglas
 Expressões Idiomáticas
 Origem das Expressões
 Reforma Ortográfica
 Glossário
 Notícias
 Artigos e Reportagens
 Indicação de Livros
 Fale Conosco

 
Busca Geral

 

Classificação das Preposições

As palavras da Língua Portuguesa que atuam exclusivamente como preposição são chamadas preposições essenciais. São elas:

  a, ante, após, até, com, contra, de, desde, em, entre, para, per, perante, por, sem, sob, sobre, trás

Observações:

1) A preposição após, acidentalmente, pode ser advérbio, com a significação de atrás, depois.

Por exemplo:

Os noivos passaram, e os convidados os seguiram logo após.

2) Dês é o mesmo que desde e ocorre com pouca frequência em autores modernos.

Por exemplo:

Dês que começaste a me visitar, sinto-me melhor.

3) Trás, modernamente, só se usa em locuções adverbiais e prepositivas: por trás, para trás, para trás de. Como preposição simples, aparece, por exemplo, no antigo ditado:

Trás mim virá quem bom me fará.

4) Para, na fala popular, apresenta a forma sincopada pra.

Por exemplo:

Bianca, alcance aqueles livros pra mim.

5) Até pode ser palavra denotativa de inclusão.

Por exemplo:

Os ladrões roubaram-lhe até a roupa do corpo.

Há palavras de outras classes gramaticais que, em determinadas situações, podem atuar como preposições. São, por isso, chamadas preposições acidentais:

como (= na qualidade de), conforme (= de acordo com), segundo (= conforme), consoante (= conforme), durante, salvo, fora, mediante, tirante, exceto, senão, visto (=por).

Saiba que:

As preposições essenciais regem sempre a forma oblíqua tônica dos pronomes pessoais:

Por exemplo:

Não vá sem mim à escola.

As preposições acidentais, por sua vez, regem a forma reta desses mesmos pronomes:

Por exemplo:

Todos, exceto eu, preferem sorvete de chocolate.


Anterior  Índice Próximo

Curta nossa página nas redes sociais!

 

 

Mais produtos

 

Sobre nós | Política de privacidade | Contrato de Usuário | Anuncie | Fale conosco
Copyright © 2007-2014 Só Português. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Grupo Virtuous.