Você está em Diversos > Artigos e reportagens

Cinco erros grosseiros de português que contaminam as redes sociais

Apesar de o português ser um idioma difícil, repleto de regras e de exceções, alguns erros chocam porque sugerem desconhecimento de regras elementares do nosso idioma.

Corriqueiros em redes sociais, os cinco deslizes que selecionamos podem afetar a reputação de seus autores. Afinal, a qualidade do texto diz muito sobre a cultura geral de uma pessoa.

1. Mais em vez de mas
“Queria conversar com meu chefe, mais ele não quis papo”. Sendo uma situação de oposição, o correto seria usar a conjunção adversativa mas.

2. Verbo no infinitivo
“O gerente da minha área vai manda o suporte técnico desbloquear o acesso ao site”. Acredite: recebemos essa mensagem por e-mail. No mesmo e-mail, o remetente diz que vai envia um novo e-mail. Sendo um verbo auxiliar de tempo, ir deveria vir seguido de um verbo no infinitivo: mandar e enviar, respectivamente.

3. Com tigo
“Preciso falar com tigo urgentemente”. Acredite: em horário comercial há média de mais de cinco tuítes por hora com essa substituição de contigo.

4. Meia em vez de meio
“Ir à academia logo cedo me deixa meia cansada o dia todo”. Quando é advérbio, tendo o sentido de um pouco, a palavra meio não varia. Portanto, o correto seria meio cansada. Quando é adjetivo, tendo o sentido de metade, varia: meio tomate, meia cebola.

5. Fotinha em vez de fotinho
“Anunciaremos o vencedor do concurso publicando sua fotinha em nossa página no Facebook”. O tuíte foi publicado no perfil oficial de uma empresa! Embora foto seja a redução de fotografia, a terminação inicial, que é masculina, se mantém no diminutivo. O correto, portanto, é fotinho.

Os exemplos foram extraídos de perfis no Twitter que pertencem a profissionais de comunicação ou a empresas.∞

01/10/2012

Fonte: www.tracto.com.br