Você está em Morfologia > Interjeição ▼

Interjeição

Interjeição é a palavra invariável que exprime emoções, sensações, estados de espírito, ou que procura agir sobre o interlocutor, levando-o a adotar certo comportamento sem que, para isso, seja necessário fazer uso de estruturas linguísticas mais elaboradas. Observe o exemplo:

Droga! Preste atenção quando eu estou falando!

No exemplo acima, o interlocutor está muito bravo. Toda sua raiva se traduz numa palavra: Droga!

Ele poderia ter dito: - Estou com muita raiva de você! Mas usou simplesmente uma palavra. Ele empregou a interjeição Droga!

As sentenças da língua costumam se organizar de forma lógica: há uma sintaxe que estrutura seus elementos e os distribui em posições adequadas a cada um deles. As interjeições, por outro lado, são uma espécie de "palavra-frase", ou seja, há uma ideia expressa por uma palavra (ou um conjunto de palavras - locução interjetiva) que poderia ser colocada em termos de uma sentença. Veja os exemplos:

  1. Bravo! Bis!

    bravo e bis: interjeição

    sentença (sugestão): "Foi muito bom! Repitam!"

  2. Ai! Ai! Ai! Machuquei meu pé...

    ai: interjeição

    sentença (sugestão): "Isso está doendo!" ou "Estou com dor!"

A interjeição é um recurso da linguagem afetiva, em que não há uma ideia organizada de maneira lógica, como são as sentenças da língua, mas sim a manifestação de um suspiro, um estado da alma decorrente de uma situação particular, um momento ou um contexto específico. Exemplos:

  1. Ah, como eu queria voltar a ser criança!

    ah: expressão de um estado emotivo = interjeição

  2. Hum! Esse pudim estava maravilhoso!

    hum: expressão de um pensamento súbito = interjeição

O significado das interjeições está vinculado à maneira como elas são proferidas. Desse modo, o tom da fala é que dita o sentido que a expressão vai adquirir em cada contexto de enunciação. Exemplos:

  1. Psiu!

    contexto: alguém pronunciando essa expressão na rua

    significado da interjeição (sugestão): "Estou te chamando! Ei, espere!"

  2. Psiu!

    contexto: alguém pronunciando essa expressão em um hospital

    significado da interjeição (sugestão): "Por favor, faça silêncio!"

  3. Puxa! Ganhei o maior prêmio do sorteio!

    puxa: interjeição

    tom da fala: euforia

  4. Puxa! Hoje não foi meu dia de sorte!

    puxa: interjeição

    tom da fala: decepção

As interjeições cumprem, normalmente, duas funções:

a) Sintetizar uma frase exclamativa, exprimindo alegria, tristeza, dor, etc. Por exemplo:

- Você faz o que no Brasil?
-Eu? Eu negocio com madeiras.
-Ah, deve ser muito interessante.

b) Sintetizar uma frase apelativa. Por exemplo:

Cuidado! Saia da minha frente.

As interjeições podem ser formadas por:

a) simples sons vocálicos: Oh!, Ah!, Ó, Ô

b) palavras: Oba!, Olá!, Claro!

c) grupos de palavras (locuções interjetivas): Meu Deus!, Ora bolas!

A ideia expressa pela interjeição depende muitas vezes da entonação com que é pronunciada; por isso, pode ocorrer que uma interjeição tenha mais de um sentido. Por exemplo:

Oh! Que surpresa desagradável! (ideia de contrariedade)
Oh! Que bom te encontrar. (ideia de alegria)

Como referenciar: "Interjeição" em Só Português. Virtuous Tecnologia da Informação, 2007-2018. Consultado em 13/12/2018 às 13:46. Disponível na Internet em https://www.soportugues.com.br/secoes/morf/morf89.php