Você está em Ajuda > Dúvidas Frequentes

Discurso direto e indireto

Discurso direto e indireto são tipos de discursos para inserir falas e pensamentos de personagens no gênero narrativo.

Discurso direto

Este é o mais comum e natural entre os tipos de discurso. Consiste na transcrição exata da fala dos personagens, sem participação do narrador.

É uma forma de dar vida própria aos personagens, fazendo o leitor ficar mais interessado e mergulhar na história. No discurso direto são utilizados dois pontos, aspas ou travessão de diálogo. Exemplos:

O aluno afirmou:
- Preciso estudar muito para a prova.

O réu afirmou: "Sou inocente!"

No discurso direto, são utilizados os "verbos de elocução", ou seja, relacionados ao verbo "dizer", como por exemplo: falar, afirmar, perguntar, declarar, responder, indagar, entre outros.

Discurso indireto

O discurso indireto é caracterizado pela intervenção do narrador no discurso, ao utilizar as suas próprias palavras para reproduzir as falas dos personagens. Esse tipo de discurso sempre é feito na 3ª pessoa. Exemplos:

O aluno afirmara que precisava estudar muito para a prova.

O réu afirmou que era inocente.

Além disso, também são utilizados verbos de elocução para anunciar o discurso, além de conjunções que separam a fala do narrador das falas dos personagens (que e se).

Discurso indireto livre

É caracterizado pela aderência do narrador ao personagem. Ou seja, além de dizer as falas de outra pessoa, o narrador também toma o lugar dela para relatar seus sentimentos e desejos. Faz isso ao mesmo tempo em que coloca sua própria narrativa.

No discurso indireto livre há uma fusão dos tipos de discurso (direto e indireto), não havendo marcas que mostrem a mudança do discurso. Assim, podem ser confundidas as falas dos personagens e do narrador. Exemplos:

João Fanhoso fechou os olhos, mal-humorado. A sola dos pés doía, doía. Calo miserável! (M. Palmério)

O chefe, impaciente, perguntou a João o motivo do atraso. João estava nervoso, mas não tinha o que fazer além de dizer a verdade. Contou que o carro havia estragado, já imaginando que o chefe não acreditaria nele.

Perceba que o discurso indireto livre corresponde à fala dos personagens, porém expressa pelo narrador (discurso indireto) e reproduzidos na forma como os personagens diriam (discurso direto).

As orações do discurso indireto livre podem usar ou não verbos de elocução (ao usá-los, fica mais nítido que a frase não é do narrador, mas do personagem).

Existe discurso direto livre?

Costumamos ouvir com frequência os termos discurso direto (DD), discurso indireto (DI) e discurso indireto livre (DIL). Mas, por ser menos comum, são poucas as fontes que falam sobre o discurso direto livre (DDL).

Neste tipo particular de discurso, ocorre uma espécie de intrusão de frases do discurso direto de um personagem no meio da voz do narrador. Assim como no DIL, também pode ocorrer sem recursos gráficos (dois pontos, aspas, travessão ou nova linha) ou verbos de elocução, porém possui uma diferença fundamental: o DDL apresenta marcas de 1ª e 2ª pessoa inseridas no relato do narrador, enquanto no DIL as marcas são de 3ª pessoa. Veja exemplos de DDL:

A mulher do médico desviou os olhos, mas era tarde demais, o vômito subiu-lhe irresistível das entranhas, duas vezes, três vezes, como se o seu próprio corpo, ainda vivo, estivesse a ser sacudido por outros cães, a matilha da desesperação absoluta, aqui cheguei, quero morrer aqui. (Ensaio sobre a Cegueira, José Saramago)
O Russo ligou para a portaria. Não dera ordens para não ser incomodado? Não pedira, expressamente, que não passassem chamadas telefônicas para o seu quarto? Mas, senhor, nenhuma chamada foi passada para seu quarto. Nenhuma! O Russo perdeu o sono. (A proposta, Luís Fernando Veríssimo)

Veja também: passagem do discurso direto para o discurso indireto

Outras dúvidas

"Aterrizar" ou "Aterrissar"?

"Conserto" ou "Concerto"?

"Há" ou "A"?

"Assistir televisão" ou "Assistir à televisão"?

<< Voltar para seção "Dúvidas frequentes"

Como referenciar: "Discurso direto e indireto" em Só Português. Virtuous Tecnologia da Informação, 2007-2019. Consultado em 23/07/2019 às 13:55. Disponível na Internet em https://www.soportugues.com.br/secoes/FAQresposta.php?id=128