Reticências ( ... )

As reticências marcam uma suspensão da frase, devido, muitas vezes a elementos de natureza emocional. Empregam-se:

- Para indicar continuidade de uma ação ou fatoPor Exemplo:

      O tempo passa...

- Para indicar suspensão ou interrupção do pensamento.Por Exemplo:

      Vim até aqui achando que...

- Para representar, na escrita, hesitações comuns na língua falada.

    Exemplos:

    "Vamos jantar amanhã?
    – Vamos...Não...Pois vamos."
    Não quero sobremesa...porque...porque não estou com vontade.

- Para realçar uma palavra ou expressão.Por Exemplo:

      Não há motivo para tanto...mistério.

- Para realizar citações incompletas.

    Por Exemplo:

      O professor pediu que considerássemos esta passagem do hino brasileiro:
      "Deitado eternamente em berço esplêndido...
- Para deixar o sentido da frase em aberto, permitindo uma interpretação pessoal do leitor.

    Por Exemplo:

      "Estou certo, disse ele, piscando o olho, que dentro de um ano a vocação eclesiástica do nosso Bentinho se manifesta clara e decisiva. Há de dar um padre de mão-cheia. Também, se não vier em um ano..." (Machado de Assis)

Saiba que

As reticências e o ponto de exclamação, sinais gráficos subjetivos de grande poder de sugestão e ricos em matizes melódicos, são ótimos auxiliares da linguagem afetiva e poética. Seu uso, porém, é antes arbitrário, pois depende do estado emotivo do escritor.

Próximo: Parênteses
Como referenciar: "Sinais de pontuação" em Só Português. Virtuous Tecnologia da Informação, 2007-2018. Consultado em 20/08/2018 às 12:26. Disponível na Internet em https://www.soportugues.com.br/secoes/fono/fono33.php