Travessão ( – )

O travessão é um traço maior que o hífen e costuma ser empregado:

    - No discurso direto, para indicar a fala da personagem ou a mudança de interlocutor nos diálogos.

      Por Exemplo:

        O que é isso, mãe?
        É o seu presente de aniversário, minha filha.

    - Para separar expressões ou frases explicativas, intercaladas.

      Por Exemplo:

        "E logo me apresentou à mulher, uma estimável senhora e à filha." (Machado de Assis)

    - Para destacar algum elemento no interior da frase, servindo muitas vezes para realçar o aposto.

      Por Exemplo:

        "Junto do leito meus poetas dormem

        O Dante, a Bíblia, Shakespeare e Byron

        Na mesa confundidos." (Álvares de Azevedo)

    - Para substituir o uso de parênteses, vírgulas e dois-pontos, em alguns casos.


      Por Exemplo:

        "Cruel, obscena, egoísta, imoral, indômita, eternamente selvagem, a arte é a superioridade humana acima dos preceitos que se combatem, acima das religiões que passam, acima da ciência que se corrige; embriaga como a orgia e como o êxtase." (Raul Pompeia)
Próximo: Aspas
Como referenciar: "Sinais de pontuação" em Só Português. Virtuous Tecnologia da Informação, 2007-2018. Consultado em 19/02/2018 às 06:30. Disponível na Internet em https://www.soportugues.com.br/secoes/fono/fono34.php